Resenha do livro "Originais" de Adam Grant

A originalidade atualmente é um conceito em alta. Inovação, pensar fora da caixa, ser diferente, são quase trending topics do empreendedorismo, que aliás, é outra palavra e conceito que vem tirando o sono de muita gente. Adam Grant, em seu livro Originais, destaca uma citação de Scott Adams, no capítulo “Inventores Cegos e Investidores Caolhos”, que diz: “Criatividade é se permitir cometer erros. Arte é saber quais deles aproveitar”. Em síntese, somos todos humanos e fomos feitos para errar, experimentar e aprender com nossos erros, mas com o passar do tempo e convivendo no ambiente competitivo do mercado, nos privamos dos erros e acabamos temendo qualquer tipo de ‘infração’ no mundo dos negócios. Esquecemos que parte de empreender é criar, arriscar, pensar no novo, ousar crescer e desenvolver, e ficamos parados e estagnados na mesmice e no que nos traz certeza e conforto. Quem se desprende dessa ideia e do conformismo de fazer sempre igual, no pensamento mais próximo de ‘em time que está ganhando não se mexe’, é visto como inovador, louco, fora do contexto, ou até mesmo, privilegiado. Não vai ser na primeira tentativa que vamos conseguir atingir nossos objetivos e realizar nossos sonhos.

A originalidade atualmente é um conceito em alta. Inovação, pensar fora da caixa, ser diferente, são quase trending topics do empreendedorismo, que aliás, é outra palavra e conceito que vem tirando o sono de muita gente. Adam Grant, em seu livro Originais, destaca uma citação de Scott Adams, no capítulo “Inventores Cegos e Investidores Caolhos”, que diz: “Criatividade é se permitir cometer erros. Arte é saber quais deles aproveitar”
Resenha do livro "Originais" de Adam Grant

Para se ter uma ideia original, é preciso estudar o mercado e fazer algo inovador. Esse algo inovador pode ser esperar até um ano ou mais, para começar um negócio ou projeto. Não por medo ou por análise de mercado, mas por estratégia. Correr pra sair na frente antes que alguém tenha a mesma ideia e virar um concorrente, por vezes não é uma boa opção, apenas para ser o primeiro na área ou ramo. Esperar para ter a certeza e clareza do que se está fazendo, analisar se é o melhor caminho, quanto tempo o mercado vai ferver pela novidade, em quanto tempo será preciso ter outra novidade no mesmo setor para continuar tendo uma certa gama de clientes, fazem parte de ser uma pessoa original. Um empreendedor original.

A originalidade atualmente é um conceito em alta. Inovação, pensar fora da caixa, ser diferente, são quase trending topics do empreendedorismo, que aliás, é outra palavra e conceito que vem tirando o sono de muita gente. Adam Grant, em seu livro Originais, destaca uma citação de Scott Adams, no capítulo “Inventores Cegos e Investidores Caolhos”, que diz: “Criatividade é se permitir cometer erros. Arte é saber quais deles aproveitar”
Resenha do livro "Originais" de Adam Grant

Afinal, para empreender, é necessário assumir riscos, e talvez o maior risco que se possa assumir nesse caso, seja o de esperar. Pensar se é realmente válido, se tem um real propósito. Como Adam Grant salientou em
Originais, segundo Mark Twain, “nunca deixe para amanhã o que você pode deixar para depois de amanhã”. Se formos os últimos a fazer, poderemos fazer melhor que os primeiros, e sermos mais lembrados, do que sermos os primeiros e gerarmos uma concorrência que melhore nossos erros ou os insights que não tivemos por culpa da nossa própria pressa.

A originalidade atualmente é um conceito em alta. Inovação, pensar fora da caixa, ser diferente, são quase trending topics do empreendedorismo, que aliás, é outra palavra e conceito que vem tirando o sono de muita gente. Adam Grant, em seu livro Originais, destaca uma citação de Scott Adams, no capítulo “Inventores Cegos e Investidores Caolhos”, que diz: “Criatividade é se permitir cometer erros. Arte é saber quais deles aproveitar”
Resenha do livro "Originais" de Adam Grant

Em resumo, ser original não se resume só em ideias e premissas de negócios. Ser original é forma de pensar, agir e construir a longo prazo, mantendo os mesmos propósitos sempre. Ser original é conseguir trabalhar com propósito, enquanto o mundo trabalha com dinheiro e conseguir inspirar pessoas para seguirem as mesmas ideias no passar do tempo. Esse é, na realidade, o maior desafio do empreendedor.

Comentários

Mais vistos

Faculdade

O Armazém

Chegados da Época Cosméticos